segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

dos vaga-lumes...

.
casa ilhada, vegetação leve
floresta quase abstrata
onde o vento alisa, tonteia
o verde, rodopia o homem
os homens
atrás dos espelhos, os vidros
os galhos atuam 
devidamente tortos
devidamente os sonhos
dos outros
Julio Carvalho
.































foto de Marcos Bowie

.
dúvida

ontem o vaga-lume
era um hífen
uma luz na noite 
sem separação
era o tempo sem nenhum ponteiro 
porque o ponteiro do relógio é um hífen 
sem traço de reparação
- do tempo nada se separa não
o tempo e o vaga-lume
são aquelas coisas que às vezes brilham
sem explicação
.

Um comentário: