sexta-feira, 13 de agosto de 2010

dos azares...

.
"a gente faz o que presta
e o que resta
a gente faz funcionar."

Julio Carvalho
.

.
palavrazar

teve o azar de ser herdado com palavras
ser obrigado a conviver diariamente com elas
seja pela boca ou pela máquina
pela parede, pelo visgo, pelo poema
palavras se transformam de toda forma
servem quando o corpo não explica
grudam, aderem a língua linguagem papel página
a palavra é a cola do significado
o musgo da explicação
.

Um comentário:

Alex de Miranda disse...

o papel é um, apenas um dos substratos da linguagem, talvez o mais popular deles, é uma conversa vitoriosa, bem sucedida, do papel com a palavra.